A redação do Blog Geraldo José recebeu nesta quarta-feira (3) uma comissão de dirigentes do Sindicato dos Policiais Federais na Bahia (Sindipol) constituída por Augusto Almeida (Diretor Parlamentar), André Canelas (Diretor Jurídico) e Anderson Muniz, associado que no último pleito concorreu a uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia.

Segundo Augusto Almeida a nova diretoria eleita para o triênio 2017/2019 está percorrendo o interior do Estado no sentido de estabelecer também a renovação na representação regional. “Em 84 quando entrei na Polícia Federal o efetivo era de 12 mil homens e o ideal seria de 20 mil, mas durante esse tempo a segurança pública só vem sofrendo com cortes no orçamento o que reduz a sua capacidade de ação, daí a necessidade de ter uma representação forte, inclusive, na área sindical”.

O Diretor Jurídico do Sindipol André Canelas anunciou o nome da nova representação regional. “Nós necessitamos de cada representante nas delegacias regionais até para fazer um link com a diretoria estadual. Nesse caso, em Juazeiro, Miguel Ângelo será o nosso representante no Departamento de Juazeiro” explicou Canelas.

O Policial Anderson Muniz foi candidato a deputado estadual em 2014, obteve mais de 30 mil votos, e está em conversação com legendas e com o sindicato para quem sabe disputar novo cargo eletivo no pleito de 2018. “A gente tem conversado bastante, participei de encontro da Federação dos Policiais Federais em Brasília, de lá saíram alguns nomes certos como pré-candidatos. Nós já temos dois deputados federais no âmbito nacional, um no Maranhão que é Aloísio Mendes e outro em São Paulo que é o Eduardo Bolsonaro, que são policiais federais também e estamos aí tentando construir essa ideia para ver se amadurece e colocar mais policiais federais na política. Se a convenção confirmar o nosso nome desta vez nós concorreremos para a Câmara Federal” pontuou Anderson.

Os policiais federais estiveram acompanhados do presidente do Diretório Municipal do PTC (Partido Trabalhista Cristão) Jailson Barbosa e do filiado David Lima de Souza.