A Polícia Federal e o Ministério Público Federal, em cooperação com autoridades espanholas, deflagraram hoje (11) ação que busca coletar dados sobre irregularidades em contratos operacionais e de aquisição de equipamentos do Porto Sudeste, em Itaguaí/RJ.

Tais contratos são vinculados a uma subsidiária brasileira de uma empresa estatal da Espanha que opera no referido porto. Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André, Belo Horizonte e Curitiba.

A cooperação internacional foi solicitada pelas autoridades espanholas e autorizada pela Justiça brasileira, tendo como objetivo a investigação de empresas pertencentes a um cidadão brasileiro suspeito da prática de corrupção ativa, crimes contra a ordem tributária e lavagem de dinheiro. Também são investigadas empresas contratadas para implantação dos serviços de esteira e guindaste no Porto Sudeste.

Fonte: Agência de Notícias da Polícia Fedral