O Sindicato dos Policiais Federais da Bahia vem a público manifestar sua indignação, revolta e repúdio com a recente medida do Governo Federal que através de uma Medida Provisória ataca mais uma vez a segurança pública nacional. Como parte do pacote de maldades, o governo enviou a MP 805, que inclui o adiamento do reajuste dos servidores de 2018 para 2019 e o aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14% para quem ganha acima de R$ 5 mil. Essa proposta causa insegurança jurídica nos futuros acordos coletivos com a União.

O SINDIPOL/BA promoveu uma AGE em que ficou deliberado que vamos lutar e combater de forma frontal e direta essas medidas. O Policial Federal não permitirá esse retrocesso. Em reunião com a Diretoria do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais da Bahia (SINPRF/BA) foi construída uma agenda conjunta de atuação contra essas propostas nefastas para as categorias de servidores públicos, sobretudo para os policiais, que recentemente foram amordaçados pelo STF com a impossibilidade de exercerem o direito de Greve. 

Em breve alinharemos estratégias de luta com outros sindicatos de servidores públicos federais do nosso Estado, bem como ficaremos atentos as diretrizes da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF), no sentido de barrar esse atentando contra a dignidade dos servidores. Conclamamos a categoria para participar ativamente das ações contra essa aberração denominada "Ajuste Fiscal". 

Atenciosamente, 

SINDIPOL/BA