O Governo tem pressa. 

Quer aprovar a Reforma da Previdência, mas tem que ser rápido!

Muito rápido! 
Antes que alguém perceba...
Antes que a Nação acorde e entenda o que está acontecendo.

Sem muita discussão... 
Melhor ainda, sem discussão nenhuma! 
Quanto mais se discute, maior o risco da população perceber.

Contrata um bom marqueteiro;
Torra-se um bom punhado de dinheiro público;
Cria-se mais uma campanha publicitária mentirosa;
Ocupa-se todos os horários da TV, 
Repetindo, repetindo, repetindo...

Pronto! Está pautada a opinião pública e a Imprensa. 
Todos agora odiando os Servidores Públicos. 
Olhando para eles como os privilegiados. Os vilões da crise política, da resseção, do "déficit da Previdência".

Uma "boa" campanha, cheia de meias verdades e muitas mentiras, e logo a população vai acreditar que realmente existe déficit na previdência, e que o problema está na aposentadoria dos servidores.

Claro que não será divulgado, que o servidor contribuiu por toda a vida, com uma parcela maior que o trabalhador da iniciativa privada;
Nem que o Governo sonegou a parcela que lhe cabe como empregador;
Ou que parte do dinheiro arrecadado é usado pelo Governo através da DRU, em despesas que nada tem a ver com a Seguridade Social ;
Nem ou quanto dinheiro deixa de ser arrecadado pela "generosidade" do Governo com a sonegação dos Grandes Empresários.

Tudo bem rápido e bem planejado, e a campanha vai surtir efeito. Pronto, já tá tudo dominado!

Ninguém vai se dar conta da sacanagem. 
Ninguém vai mais saber o que é direito ou o que é privilégio. E os verdadeiros privilégios estarão mantidos e os direitos trapaceados.

Quando acordarem, já será tarde, já está feito.

Quando a população entender a sacanagem. Aqueles Servidores que dedicaram sua vida a carreira pública, prestando serviço à população, acreditando que teriam a proteção do Estado quando envelhecessem, já estarão condenados.

Nenhuma aposentadoria digna, nem fundo de garantia, nem mesmo previdência privada para complementar a renda, pois não se pode voltar o tempo.
Terão apenas o punhal do Estado nas costas.

Serão milhões de Professores, Policiais , Médicos, e tantos outros com suas famílias, sendo apunhalados. Enquanto os verdadeiros vilões continuarão esbanjando o dinheiro público, negociando as propinas e rindo da nossa cara.

E de quebra, ainda terão se vingado daqueles que tanto os incomodou com o combate à corrupção. 
Juízes, promotores, policiais federais, auditores como os da operação lava jato, que justamente cumprindo sua missão sem medo, tornaram-se heróis nacionais, serão punidos também.

Quer evitar este calote? 
Então compartilha!

*Privilégio é:*

*Poder usar o cargo politico, o dinheiro público e a máquina do Estado, para obstruir a justiça e garantir a própria impunidade.*